As marcas da PBH:

by

Não é ilegal, não é imoral, mas e a ética?

A questão ética é muito complexa e não pretendo discuti-la aqui, mas podemos entender o que é ética em relação a uma logomarca que representa uma cidade ou um órgão público.
O que é uma logomarca?
Existem várias definições, esta, a primeira que saiu no Google nos serve:

“Logomarca é todo elemento visual que identifica e diferencia de outros iguais ou semelhantes, ou certifica a conformidade dos mesmos com determinadas normas ou especificações técnicas. Quanto à origem, marcas podem ser brasileiras ou estrangeiras, quanto ao uso, podem ser de produtos, de serviços, coletivas ou e de certificação.

Tanto a “marca” (um símbolo), o “logotipo” (letras) e as “logomarcas” (símbolo+logotipo), todos são marcas e atendem a públicos diversos, como profissionais liberais, empresas, associações, produtos, eventos, etc.

No mercado competitivo moderno e atual, baseado cada vez mais em signos visuais e de design, uma boa logomarca é fundamental na diferenciação, reconhecimento e visibilidade de um empreendimento.”

A questão é subjetiva e envolve gosto, referências, possibilidades estéticas e uma infinidade de outras questões. Mas a ética, que busca fundamentar o bom senso pode nos ajudar. Veja esta marca:

O que ela lhe remete? Ou o que ela lhe remete de Belo Horizonte? Como se dá o simbolismo que a faz ser um elemento de referência a nossa cidade? Ou melhor, qual o simbolismo que a faz representar uma administração?

Poderia ser uma marca de uma empresa de TI, ou de uma empresa de produção de fios de aço, ou de uma empresa de consultoria que atende a diversos setores…
Sim, pode ser uma marca para uma infinidade de empresas, tanto é que ela é vendida em um site:
Shutterstock.com

Reconheceu? Viu a PBH entre tantas outras marcas?

Color Rings, esta é a marca da PBH!
Vai entender o que se passou na cabeça dos publicitários que optaram por comprar uma marca ao invés de criar uma que representasse a PBH!
Eu fico daqui pensando: é esta a marca do Lacerda!
A marca de uma administração sem identidade com o lugar, alheia ao seu entorno e que não representa absolutamente nada.

Tenho a impressão que não só o sujeito, mas grande parte da equipe de governo não sabe que marcas estão deixando em nossa cidade.

Mas esta não é a marca que vai representar BH, esta é uma marca da administração Lacerda. A marca que vai representar BH, ou a marca do Turismo de BH é esta.

Impressionante a semelhança das formas e das cores em duas representações extremamente diferentes.

Mas isso não é nada, poderia ser pior e é muito pior, a PBH gasta com estas marcas e outras ações de comunicação mais de 19 milhões! Confira aqui, o contrato de publicidade da PBH com a Agência Perfil. Aliás, a mesma agência que contratou estagiárias para fazer a campanha do Anastasia, Aécio e Itamar no orkut, vide post antigo.

Agora dá pra entender como todo mundo recebeu um jornal em casa falando das melhorias na cidade e ninguém consegue constatá-las na prática. Publicidade cara, feita com o dinheiro público para tentar ludibriar a população! Lorota Lacerda!

Tags: , , , , , , , , , ,

3 Respostas to “As marcas da PBH:”

  1. trabalho-informal@riseup.net Says:

    “Vírus da griphe” é uma loja de roupas! Tanto a loja quanto a equipe do Lacerda tiraram essa marca do suvaco né? Simplesmente comprando de um site!

    IMRESSIONANTE!!!! TOTAL FALTA DE IDENTIDADE DA PBH COM BELO HORIZONTE!

    QUE MERDA…

  2. Pata Says:

    Percebo a semelhança entre o do “Virus da Griphe” e o logo (turístico), mas só aponto que três cores são da bandeira do brasil, e o vermelho, a quarta, é complementar do verde que a rodeia, o que faz até sentido. Mas que é um logo feio pra carai, em minha opinião, ele é!

  3. turismologo Says:

    A logo não é do Lacerda, ele não ajudou a escolher, muito menos a equipe dele. O dinheiro usado para produção da logo não veio da administração direta da prefeitura. A logo é de Belo Horizonte e representa uma marca turística. Caso não tenham entendido o significado da marca e necessitem de explicação, entrem em contato com a Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte, lá eles possuem profissionais capacitados para esclarecer a questão das cores ou até mesmo do formato da marca criada. Também não sou favorável nem aceitador do Lacerda, mas nem por isso precisamos colocar na conta dele certas coisas. Vale a pena questionar os responsáveis por algo antes de criticar ou formar uma opinião sobre aquilo. Um abraço de quem admira seu blog e torce pelo seu sucesso!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: