Rezo por você pobre diabo!

by

Definitivamente não vivemos em um jardim florido com mil maravilhas. A vida tem espinhos e são muitos. Mas a vida de alguns é muito mais espinhosa. E não digo daqueles que não tem nada, ou muito pouco. Não falo dos carentes e miseráveis em nossas esquinas. Por incrível que pareça eles são mais ricos e livres que outros pobres diabos.

Não deve haver açoite maior para o espírito do que ser um funcionário público comissionado. O cidadão que não se dignou a estudar para um concurso, que pelos caminhos tortos da vida encontrou dificuldades para se firmar em sua profissão e acabou refém de algum político. O cidadão que vive de favor, atrelado a relações espúrias com um político. Eu rezo por eles.

Rezo para que encontrem novos caminhos, para que consigam desatar o nó que os prendeu em um emaranhado de interesses, onde o dele, ter um salário, é apenas uma moeda de troca, pobre e frágil.

Estes sujeitos que na administração municipal de BH passam dos cinco mil, em número indeterminado, – já afirmaram ser 20 mil – apinham secretarias e gabinetes com postura arrogante e prepotente, dignos dos que precisam esconder alguma coisa, ou provar para si mesmo que tem poder.

Ah, o poder! O pobre diabo inventa poderes para si, precisa acreditar que há algum valor no que faz. Pede carimbos, assinaturas, pareceres, protocolos e novos documentos. Não sabe ao certo o que faz, mas sabe que é preciso manter a burocracia como lhe apresentaram. Não teve um curso de preparação para assumir o cargo. O padrinho apenas lhe disse: consegui a vaga para você, começa amanhã.

Segundo as boas línguas os vereadores de BH têm direito a 40 cargos cada um na administração municipal. Mas nem só de baixo clero vive o nosso estado. O filho do prefeito e a irmã do prefeito são funcionários do Estado, contratados pelo governador. Seria isso o tal do nepotismo cruzado?

Escrevo sobre estes pobres diabos porque tive um encontro interessante no último mês. Um sujeito, do segundo escalão da PBH, ocupando cargo de apadrinhamento chegou até mim para conversar sobre o Movimento Fora Lacerda. Depois de muita lenga lenga: vocês tem que ser propositivos, vocês não reconhecem os avanços da PBH… veio a pérola: vocês deveriam mudar o nome do movimento, isto é política personalista e ultrapassada.

Depois de explicar ao sujeito que o nome do movimento foi uma forma de resumir a sentença: contra o governo neo-liberal, administração elitista, que persegue a população pobre, incentiva a verticalização, a especulação imobiliária, prioriza as parcerias público privadas e não dialoga com os movimentos sociais. Expliquei que tudo isso não era exclusividade do Márcio, outros políticos agem assim, mas ele personifica o aprofundamento dessas políticas em nossa cidade. Simples e didático.

Eu rezo para este sujeito! Rezo porque em nosso papo ele demonstrou uma característica clara da administração Lacerda: desconhece os inúmeros problemas da cidade. Definitivamente não tem a mínima ideia do que fazer para melhorar a vida por aqui.

Estes pobres diabos, empregados por apadrinhamento, nunca se envolveram realmente com a vida, com a cidade, lhes cabe apenas batalhar o pão de cada dia. Vamos rezar meus amigos! Contra a ignorância, a incompetência e a falta de ética, só o Pai Eterno pra nos salvar! Aleluia!

Tags: , , ,

2 Respostas to “Rezo por você pobre diabo!”

  1. bebezaodeBH@hotmail.com Says:

    hahahaha…
    neste momento deve ter gente na PBH se escondendo debaixo da mesa para chorar!!!!!!!!!

  2. bichogeograficodaestacao@gmail.com Says:

    Faltou dizer que foram estes pobres diabos que fizeram campanha para a reeleição do Marcio!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: