Torres Gêmeas: breviário de decomposição

by

Alguém aqui se lembra? Se você não ficar ligado, perde o bonde! E depois fica aí pensando que é tudo fruto de “coincidências”, “macabrezas” ou “modos administrativos”. Quem aqui paga pra ver a limpa geral que será feita em todos os arredores das Torres Gêmeas? Alguém tem expectativa de existir aquele tradicional e histórico campo de futebol do Santa Tereza até 2014? Ninguém estranha o fato de que, durante toda a espera dessa porra de leilão até os dias de hoje, foi mantida a vigilância do Choque, aqueles troncudos de merda, espalhada por toda a região do bairro Santa Tereza, Floresta e Santa Efigênia? Esperem e verão! Aguardem o verão! No ano que vem, nem favelinha, nem Torres Gêmeas, nem campinho de futebol! A Copa está aí… fazendo higiene de porco e enchendo de moedas as panças de leitões.

_______________________________

Torre ‘gêmea’ será hotel para a Copa do Mundo

postado em: http://www.hojeemdia.com.br/minas/torre-gemea-sera-hotel-para-a-copa-do-mundo-1.335867

Imóvel que estava ocupado desde 1996 e pegou fogo em setembro passa por obras de adaptação até 2014

Celso Martins – Do Hoje em Dia – 3/09/2011 – 09:37

Prédio de 17 andares chegou a servir de moradia para sem teto

Um dos prédios abandonados conhecidos como  “Torres Gêmeas”, no Bairro Santa Tereza, na Região Leste de Belo Horizonte, está em obras e vai ser transformado em hotel. O empreendimento será usado para a Copa de 2014. O edifício foi vendido por R$ 2,6 milhões em um leilão realizado pela Justiça, no dia 12 de junho deste ano.

O dinheiro da compra será destinado ao pagamento de dívidas da empreiteira que iniciou e abandonou a obra, sendo que as trabalhistas serão as primeiras. Segundo a assessoria de Imprensa do Fórum Lafayette, o leilão chegou a ser realizado duas vezes sem que houvesse interessados e foi cancelado uma vez, por falta de condições para sua realização. O juiz temia agressão entre os representantes dos proprietários e invasores que ocupavam o imóvel. A outra torre continua ocupada por pessoas sem teto.

Uma fonte da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou que algumas casas da região serão desapropriadas para a realização de obras para melhorar o acesso ao hotel. A intenção dos proprietários do empreendimento leiloado, João Pereira Evangelista e João Batista Noronha, é comprar a torre que ainda está invadida, segundo a mesma fonte da PBH.

A torre que será transformada em hotel pegou fogo no dia 14 de setembro do ano passado. A Defesa Civil Municipal determinou a interdição do prédio depois que o Corpo de Bombeiros emitiu relatório alertando para o risco de novo incêndio no local.

Os proprietários criaram uma associação, que é presidida pela dentista Andréa Lopes Mangnani, de 50 anos. Em 1991 ela investiu cerca de R$ 36 mil para comprar um dos apartamentos do edifício, que fica no número 50 da Rua Clorita. Uma das primeiras providências da associação será contratar um advogado para garantir que o dinheiro da venda do outro prédio seja usado para indenizar os proprietários lesados com a paralisação das obras.

A associação já tem nos seus quadros 20 proprietários, mas outros 50 já estão sendo contactados por Andréa Lopes para dar força à entidade. Em reuniões, eles decidiram destituir o atual advogado, Márcio José Ribeiro da Silva. Os proprietários alegam que ele não os habilitou no processo de venda, e agora o dinheiro do leilão pode ser usado para pagar as dívidas trabalhistas, dos órgãos públicos e de fornecedores.

O Sant Martin, como seria chamado, seria o primeiro condomínio fechado de Belo Horizonte. Construído numa área de 5 mil metros quadrados, com duas torres de 17 andares cada, foi projetado para ter duas piscinas, quadras de peteca, pista de caminhada e quiosques equipados com churrasqueiras.

Com a crise financeira da Jet Empreendimentos, as duas torres foram invadidas em 1996.

Por causa do incêndio em uma das torres, no dia 20 de setembro do ano passado, as famílias que a ocupavam foram retiradas a pedido da Defesa Civil Municipal.

“O leilão só foi marcado por causa da desocupação”, lembrou Andréa Lopes. Segundo ela, as chamas não danificaram a estrutura do prédio, o que ajudou a valorizar ainda mais o empreendimento. Ela ainda tem esperança de ter parte do dinheiro investido no sonho da casa própria de volta.

As “Torres Gêmeas” ficam em frente ao Shopping Boulevard Arrudas. A intenção do grupo que está construindo o hotel é instalar uma passarela ligando ao centro de compras, evitando que os hospedes passem pela Avenida dos Andradas. O projeto depende da aprovação da PBH. O shopping estaria interessado em investir na construção da passarela, mas o custo da obra não foi informado.

Anúncios

13 Respostas to “Torres Gêmeas: breviário de decomposição”

  1. celia Says:

    Qual é a posiçao da secretaria de Politicas Urbanas nesta situaçao? O Estatuto da cidade preve politicas de reabilitaçao urbana no sentido de garantir a funçao social da cidade… nao sou advogada mas gostaria de saber porque esta área ou predio nao se encontra entre aqueles que podem servir para garantir aos moradores de Belo Horizonte um direito que é garantido na legilação?

    Presto aqui minha solidariedade aos moradores ocupantes e as suas organizaçoes politicas … essa politica de limpeza social precisa ter fim.

    • Anônimo Says:

      ola, gostaria de saber sobre as visoões dos moradores ocupantes(nego o conceito de invasores) sobre a situaçao… Belo Horizonte foi uma das primeiras cidades a ser governadas por um partido de esquerda… cade o Sr. Patrus, Cade o Pimentel… eleitor pelo partido dos trabalhadores…. cade o comprimosso com a classe trabalhadora ( tanto aquele empregados como aqueles sem registro em carteira assinada) .. Belo Horizonte, deu exemplo de uma cidade que queria o futuro modificado… o futuro é Agora!!!! que os ocupantes das torres tenham o direito de morar e habitar essa cidade que nasceu para ser o modelo de uma cidade futurista…

  2. Torres Gêmeas: breviário de decomposição | Says:

    […] no blog irmão: Praça Livre BH. Compartilhar:Like this:LikeBe the first to like this post. Esta entrada foi publicada em […]

  3. ? Says:

    Coincidência é tão diferente de “coincidência” quanto empáfia é diferente de sabedoria. Quem sabe para onde vai e conhece o caminho, perde mil bondes… pero la ternura, no la pierde jamás.

  4. Ommar Motta Says:

    e quem acha que sabe um “aonde ir” e que são “caminhos” que te conduzem nas travessias e definem suas escolhas, acaba perdendo as pernas na rumada… daí fica na falta de UM bonde. saber aonde ir demanda estar atento ao universo de possibilidades do entorno: isso ajuda a evitar certas trilhas, cortar os caminhos e enveredar noutras vias, sem ser conduzido pelo que pré-existe e pré-determina – ajuda também a escolher que proveito tirar do bonde (pegando rabeira ou se assentando na cadeira?) ou como usar os próprios sapatos, chinelos ou pés para sair da trilha reta.

    co-incide aqui a existência de um shopping de luxo e de um prédio velho antes ocupado… coincidência (coisa do acaso) ou não, o batalhão de Choque realmente está ali até hoje… e a qualquer momento “hay que endurecer”…

  5. lorena Says:

    eu acho que nao tem nada suficientte para ser necessario falar nas coizas sem xingar mais fazer o que neee a vida e cheia de macabrezas e concerteza nao foi sem querer a destruiçao das torres gemeas na verdade foi os americanos ta e verdade se nao sabe dizer a verdade entao esta fora do circulo da confiança jama

  6. JUSTIÇA Says:

    Gostaria de perguntar aos Srs.(as) Anônimo setembro 11, 2011 às 11:18 pm, e celia
    setembro 9, 2011 às 11:56 am
    Só quero saber de uma coisa: qual é a diferença de assaltar uma pessoa na esquina com uma faca, e invadir um imóvel e tentar apoderar dele, sem contribuir ao menos com os impostos necessários?
    Tenho 35 anos, comprei minha casa à 03 anos, consegui juntar (com muito esforço) os 50% do valor total, e financiei o restante em 20 anos, pela CEF, através do plano de expansão minha casa minha vida.
    Deus permita que não aconteça, mas caso em fique inadimplente pelo período de 03 meses, a minha casa será tomada pela CEF e automaticamente leiloada.
    Quem vai me dar um auxílio aluguel no valor de R$ 300,00 (trezentos reais)?
    A mãe de vcs?
    O conceito não é moradores ocupantes nem invasores… o conceito certo é: LADRÕES DE PLANTÃO.

    • Lsu Says:

      Lusia R. Oliveira

      Tambem gostaria de saber ; como vai ficar a situaçao minha e de minha irma de criaçao; que compramos a vista, e ate o dia hoje 20/02/2012 ninguem ou seja; direitos humano nem um nos procurou para saber da situaçao; parece inclivel mas no nosso pais so se dar volor para o que é errado.Veijam voces,ha algum tempo, uns três anos mais ou menos, no ano de 2009 faleceu uma proprietària de tanto disgosto.

      • Anônimo Says:

        em primeiro lugar… é preciso ter um minimo de “bom senso” ou melhor de “senso critico..” nao se trata de invadir ja que os movimentos sociais nao querem uma propriedade para acumular ou especular e sim um imovel para morar: um direito garantido enquanto funçao social, como diz o estatuto da cidade… Uma cidade como Belo Horizonte, que foi planejada para ser o exemplo de uma capital da Republica … deveria ao menos ter cidadaos que se orgulhassem disso e pensassem que o direito a ter moradia é no minimo um direito humano… Olhe LSU vc poderia ao menos se identificar …

      • Anônimo Says:

        desculpe: porque talvez nao se trate de direitos humanos e sim monetarios… nao sou jurista… mas penso que se trata problema de diferente natureza…

  7. Alan Moraes Says:

    Simples !!! invadiu?? chama a PM desce o sarrafo e bota prá fora os vagabundos…simples….Não sei que bobagem é essa do Estado ter de dar casa para vagabundo…função social ???? kkkkkkkk…desce a borracha nessa raça.

  8. Zorro Says:

    Os proprietários desse empreendimento, Amilcar de Castro Amorim Júnior e Flávio Marques Castlho de Souza, devem estar zombando da nossa justiça. O grande golpe ocorreu da seguinte forma: Os dois pilantras venderam todos os imóveis pela Empresa Jet Construções Ltda, depois abriram outra empresa com o nome de ICC Construções e empreendimentos Ltda e revenderam 51 apartamentos a mais. Boa idéia 51… Estelionatários não tem alma, eles calculam tudo certinho, na época não constava nenhuma restrição no nome desses bandidos de colarinho branco, eles deram o golpe e transformou o sonho de muitas famílias em um pesadelo. Infelizmente vi o anuncio desse empreendimento no jornal Estado de Minas, postado pela Geraldo Matos Corretora de Imóveis, situada no bairro funcionários. O corretor me levou para conhecer o empreendimento, alegando ser um excelente negócio, apresentou minuta de contrato e ainda me deu referências de dois advogados que teriam adquirido um imóvel no referido empreendimento, me levaram até ao escritório da ICC e Juntamente com os três canalhas, assinei a minha sentença: O Pesadelo…Tentei de todas as formas um acordo amigável para que devolvessem o que eu tinha pago, mas nada feito, tentei receber a comissão que paguei para a corretora separadamente, o Sr. Geraldo Mattos não quis devolver, alegou que teve despesas com custo de corretagem. Consultei um advogado e fui informado que a uma adquirente entrou na justiça contra a corretora, mas perdeu, porque a corretora somente intermediou o negócio, o contrato foi feito diretamente com a construtora. Tentei um acordo com os canalhas da Jet/ICC, e quando falei que não queria resolver na justiça, eles foram irônicos, preferimos resolver na justiça, assim vamos ganhar mais tempo. Pergunto: quem é mais irônico nesse episódio? Os bandidos ou a “Justiça” que sempre beneficia os infratores? A Justiça nesse país é ineficiente, só pune aqueles que praticam furtos de pequenos objetos, alimentos, etc…Os golpistas foram julgados depois de 05 anos, adivinhem o que aconteceu.. Sumiram.. Continuaram aplicando mais golpes em outros estados,e continuam comprando os homens da capa preta, ou se preferirem vou falar conforme a ministra do Supremo disse: O Judiciário está cheio de bandidos vestidos de Toga. Ah! E o meu dinheiro. cadê? Está com a síndica da massa falida, que já garantiu o dela e foda-se os outros. Lembrando também que os veículos de comunicação deram pouca ênfase às falcatruas das Torres Gêmeas. Cadê a Globo que fica mostrando no MG TV, mulheres roubando objetos em loja? Cadê O Jornal Estrago de Minas que só sabe falar do Aecinho Neves e do Anastazia? Cadê a Rádio Itatiaia do sensacionalista, Laudívio, Eduardo Costa, turma do bate bola, Acir Antão? E por fim Cadê o Hoje em Dia, que já não diz nada a muito tempo. Cambada de omissos…

  9. Anônimo Says:

    Sou Maria dos Anjos Pães ……….vitima destes malandros trabalhei a vida toda para ver as minhas economias ir pelo ralo,com estes mau. Caráter que só vieram ao mundo para fazer o mau . deus tenha pena. destes sacanas filhos de chocadeira .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: