A criminalização do artista – Como se fabricam marginais em nosso país

by

Abril de 2011. A intolerância ao diferente apoiada por uma campanha de higienização social em Belo Horizonte, assume ares de politica repressiva de caráter criminal.

À administração municipal, policia militar e mídia se associam na tarefa de criminalizar o artista de rua, artesãos nômades portadores de um patrimônio cultural brasileiro que deriva da resignificação do movimento hippie das décadas de 60 e 70. Uma cultura com mais de 40 anos.

Mas quem criminaliza o estado?

Com expressões próprias na arte, na música e no estilo de vida, os artesãos são perseguidos, saqueados em seus bens pessoais e presos por desacato ao exercer a legitima desobediência civil.

Artigo 5º da Constituição Federal:
II – ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;

6 Respostas to “A criminalização do artista – Como se fabricam marginais em nosso país”

  1. Carlos Soares Says:

    Parabéns a todos vocês!

  2. Vitor Emanuel Says:

    a MIDIA esconde a realidade, protege as pessoas eradas, preferen prender quem trampa de um geito diferente ..Um pais que procura se desvia da descriminação, descrimina o modo de vidas de uns.

    cade a imprença mostra arealidade pro Brasil…

  3. Fernanda Cadar (@fehferzinha) Says:

    Assisti o vídeo de bobeira,e apesar do trabalho final dele ser maravilhoso eu estou super chateada..Essas pessoas são minhas amigas,não sei o nome de nenhum deles,ainda sim posso dizer..São pessoas maravilhosas,passo na praça Sete várias vezes ao dia e posso dizer é o caminho mais alegre que tem no centro da cidade,como disse eu não sou intima de nenhum desses artesãos
    ainda sim não houve NENHUMA vez que eu tenha passado por lá que eu não tenha recebido um belo sorriso de presente da maioria deles,sempre passo por ali e nunca,NUNCA vi nenhum hippie se drogando ali. Pelo contrário,vivem me parando para conversar,mostrarem seus trabalhos…
    Essas pessoas não são mendigos,traficantes,ladrões..Eu as vejo de perto posso falar isso com CERTEZA,são CIDADÃOS honestos e TRABALHADORES!
    Força à vocês!
    Parabéns aos autores do vídeo e aos artesãos da praça 7.
    Divulgarei ao máximo.

  4. A criminalização da cultura das ruas Says:

    […] A criminalização do artista – como se fabricam marginais em nosso país. Por Omar Motta, em Praça […]

  5. Oh, Minas, por que te maltratas!? | A Tal Mineira – Blog da Sulamita Says:

    […] para a causa dos artesãos de Beagá, rapinados pelo poder público. Raquel o capturou no blogue Praça Livre, do movimento de mesmo nome. O vídeo é de Rafael […]

  6. Anônimo Says:

    è um absurdo o que as pessoas caretas, e a policia patetica deste pais, tem tanta coisa realmente importante por fazer, deixa quem quer viver de forma alternativa em paz, vai catar bandido na rua e quem rouba do povo, que vive solto ,, com muito dinheiro no bolso ( da gente ), Antonio Santoliquido

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: