Carta enviada a Prefeitura de Belo Horizonte, endereçada ao Sr. Prefeito Márcio Lacerda, datada de 17 agosto de 2010

by

Ao honradíssimo e reverendíssimo Senhor meu Márcio Lacerda.

Senhor ilustríssimo,

Primeiramente peço-lhe desculpas por tão longo inverno sem notícias. Por alguns dias imaginei que os meus serviços não fossem mais precisos. Enganei-me e hoje lhe reporto com urgência as últimas.

Depois da reunião do dia vinte e um de junho do corrente ano, quando o Senhor recebeu alguns banhistas na Prefeitura, novo fôlego foi dado ao movimento.

Atento as movimentações já lhe informo que eles se preparam para atacar o decreto publicado no Diário Oficial do Município dia cinco de maio, onde se regulamenta a utilização da Praça da Estação. Eles destacam esta parte: “a necessidade de prévia autorização para realização de manifestações à luz da legislação;” Por esta infeliz colocação, o decreto se torna inconstitucional por ferir o artigo Quinto da Constituição Federal. No discorrer do mesmo, a palavra “manifestação” é substituída por “evento”. Como já visto na reunião ocorrida na Prefeitura, não sabemos como diferenciar evento de manifestação. Assim como não é claro o que caracteriza um evento de interesse público, ou não.

Meu Ilustre Senhor, sinto que estamos caindo numa armadilha linguística e semântica, além de grande equivoco cívico. Insistir em cobrar pela utilização de espaço público aberto é chance maior de sermos taxados de fascista e autoritários. A Praça foi refeita para abrigar grande eventos e manifestações, se o Museu que ali está não consegue conviver com a Praça Viva, melhor mudá-lo de lugar. Aliás, aproveito para sugerir que aquele Prédio Público que hora abriga um acervo particular de amiga vossa, seja reintegrado a cidade em forma de um centro de apoio ao morador de rua. Há uma enorme carência de banheiros, locais de atendimento psicológico e encaminhamentos para empregos, para a população de rua.

Faço-lhe estas recomendações porque sei de uma nova movimentação. A Praia vai voltar! E agora com um número maior de pessoas, cidadãos que foram à abertura do FIT e encontraram a Praça cercada por tapumes. Entendo a sua precisão em contratar uma empresa particular para substituir a Guarda Municipal no controle do evento. Sei também que o aluguel de tapumes e banheiros pelos organizadores é uma iniciativa que impulsiona empresas particulares, já que a BELOTUR não dispõe de equipamentos para tal fim.

No entanto, Senhor Meu, é com humildade que lhe digo; pegou mal demais obrigar a todos a passarem por um corredor Polonês, para receber uma senha e adentrar a Praça. Seguranças de terno e gravata fazendo o papel de Guardas foi uma cena que chocou muitos Belorizontinos. Não lhe digo pelos gastos extras que a organização do evento e a Prefeitura tiveram, lhe digo isso, do fundo do meu coração, é porque sei que irão usar contra o Senhor os seus erros e de seus assessores. O Senhor está prestes a ser cobrado por erro que sei não ser só seu. E tenha certeza, antes da primavera uma nova onda vai tomar conta da Praça da Estação.

Rogo a Deus que lhe proteja e lhe dê tranquilidade para enfrentar estes baderneiros. Eles podem se reunir, podem encontrar novos e diferentes adeptos, mas sei que o Senhor pode mais! Alerte Viana Cabral! Chamem as tropas! Reúnam a Guarda Municipal e Militar! Se preciso for, mostre-os os rigores da lei! Pois de uma coisa estamos certos! Alguém tem que governar e colocar ordem nesta cidade, custe o que custar. Me despeço beijando vossa mão e rogando a Deus bênçãos e dádivas para o Senhor e todos os Seus.

Do Baixo Belô, no dia 17 de agosto do ano de 2010

O fiel observador de vossa senhoria.

Q.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

3 Respostas to “Carta enviada a Prefeitura de Belo Horizonte, endereçada ao Sr. Prefeito Márcio Lacerda, datada de 17 agosto de 2010”

  1. fabiano Says:

    Genial a Carta, esperamos que o Prefeito Mickey Mouse possa lê-la.
    Segue meu apoio ao questionamento do museu particular em espaço público e contra o espaço público.
    Abraços.
    Garrafa.

  2. Omar Motta Says:

    “A Praia vai voltar!”

    toda semana! toda semana!

  3. joao Says:

    manda pra Casa situada na Rua dos Pinheiros, 859, no Retiro das Pedras – cujo valor declarado é de R$ 3.403.100,70

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: