Perguntas de Luther: o cala-boca caiu bem?

by

O primeiro decreto (n. 13.798) caiu como esse último (n. 13.961) não cairá?

Ou o último derrubou, diante de bons olhos, as mobilizações que surgiram depois do primeiro?

...pirraça.

A PBH já deu aos famintos por cultura sua migalha desejada, concedendo o direito de u$o bem seleto e controlado da praça?

O que sobrou do último Eventão, além da acomodação e o marasmo re-instalado?

Mais uma vez, a faxina da “revitalização” tem ruas vazias e pacificadas?

Se lembra de quando a Av. dos Andradas se transformou numa pista de dança?

Anúncios

6 Respostas to “Perguntas de Luther: o cala-boca caiu bem?”

  1. Érica Èmito Says:

    tem fila pros eventos próximos? “de volta à normalidade…”

  2. Global Voices in English » Brazil: Landlocked Crowds set up a Beach in a Mountain Town Says:

    […] coming world cup, the Praça Livre Movement continues the struggle to free public spaces, and asks from its blog, if the new decree will fall like the one it came to revoke. Its implied answer lays in public action and the question becomes: how strong will this movement […]

  3. Brasil: Multidões fazem Praia numa Cidade de Montanha « Praça Livre BH Says:

    […] copa, o Movimento Praça Livre continua a luta para libertar os espaços públicos, e pergunta no seu blog, se o novo decreto cairá como aquele que veio revogar. A resposta assenta em ação popular e a pergunta passa a ser: até onde crescerá este movimento […]

  4. Brazil: Landlocked Crowds set up a Beach in a Mountain Town / Brasil: Multidões fazem Praia numa Cidade de Montanha « ARThropophagyas Says:

    […] copa, o Movimento Praça Livre continua a luta para libertar os espaços públicos, e pergunta no seu blog, se o novo decreto cairá como aquele que veio revogar. A resposta assenta em ação popular e a pergunta passa a ser: até onde crescerá este movimento […]

  5. Vendavais e pocilgas « Praça Livre BH Says:

    […] o que toca parte dos incômodos. Até mesmo Luther Blissett lançou ao vento perguntas parecidas, e podemos sugerir que o próprio anonimato as soterrou e […]

  6. CIDADE SITUADA [informativo#6] – Vendavais e pocilgas « dia sem compras Says:

    […] esse “bel-prazer” o que toca parte dos incômodos. Até mesmo Luther Blissett lançou ao vento perguntas parecidas, e podemos sugerir que o próprio anonimato as soterrou e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: