29 de abril: Improvisação de dança na Praça da Estação

by

.

A dança? Não é movimento,
súbito gesto musical
É concentração, num momento,
da humana graça natural.
.
No solo não, no éter pairamos,
nele amaríamos ficar.
A dança – não vento nos ramos:
seiva, força, perene estar.
.
Um estar entre céu e chão,
novo domínio conquistado,
onde busque nossa paixão
libertar-se por todo lado…
.
Onde a alma possa descrever
suas mais divinas parábolas
sem fugir a forma do ser,
por sobre o mistério das fábulas.

Carlos Drummond

Anúncios

Uma resposta to “29 de abril: Improvisação de dança na Praça da Estação”

  1. Luther Blissett Says:

    que lindo, hein? Lindo mesmo. Essa cidade de linhas retas precisa mesmo de deixar os corpos dançarem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: