Lacerda quer Praia Latino-americana

by

BH deve sediar o primeiro Eventão das Américas

O prefeito Márcio Lacerda viajou, nessa última semana, para a Colômbia, para divulgar a Praia da Estação. Segundo o prefeito, a idéia é divulgar a iniciativa pacífica e democrática de ocupação da cidade por toda a América Latina. Em conversa com Samuel Rojas (Prefeito de Bogotá) e Álvaro Uribe (Presidente da Colômbia), Lacerda reafirmou seu empenho em tornar a população cada vez mais participativa na vida pública. O prefeito falou do decreto que ele editou em 9 de dezembro de 2009, proibindo os eventos na Praça da Estação: “O decreto foi uma forma de mobilizar a população. Quando vejo as imagens, principalmente as das câmeras do olho-vivo, e vejo a população unida novamente, me emociono.” Perguntado sobre o cancelamento do FIT, o prefeito contextualiza esta ação dentro de sua nova (e ousada) estratégia de governo: “A classe artística tem apresentado muita estagnação na ação política direta. Decidimos cancelar o FIT para que os artistas ocupem as ruas.” E pelo jeito tem dado certo: neste último sábado, cerca de 150 pessoas foram até a prefeitura, com carro-pipa e tudo mais, convidar o prefeito e todos transeuntes para um banho.

As estratégias atuais de Lacerda são controversas, mas ele se diz seguro e muito confiante: “Penso no povo, e que está na hora de se ocupar a cidade.” O prefeito não só tem divulgado a ocupação da capital mineira, como decidiu que é hora de engajar a América Latina toda nesse movimento. Ao ser indagado sobre o porquê da Colômbia, Lacerda afirmou que a escolha foi proposital: “Bogotá, assim como BH não tem praia. Além do mais, a Colômbia tem passado um momento delicado, com alianças mal arranjadas e dissonantes, assim como Belo Horizonte e Minas Gerais. Temos muito em comum.”

Outra questão esclarecedora da viagem de Márcio Lacerda foi seu interesse na parceria que a Colômbia tem feito com os EUA. Lacerda afirmou que as pessoas julgam muito precipitadamente, sem entenderem o que acontece, o que foi o que ocorreu com o caso da base norte-americana em solo colombiano: “As pessoas erroneamente chamam a base de militar. Mas na verdade é um projeto piloto de observatório salva-vidas. Estou muito interessado, pois me preocupo muito com os banhistas. Tanto que resisti em ligar as fontes na Praia da Estação, com medo de algum afogamento. E parece que esse pessoal americano tem técnicas desenvolvidas a partir de S.O.S Malibu, ou seja, o que há de mais avançado. Acho que esse é um sonho dos mineiros”, afirmou o prefeito.

O primeiro passo para a consolidação de uma parceria mais ampla com os norte-americanos, na avaliação do prefeito, já foi dado, com a vinda de seus embaixadores culturais, o que ocorreu neste sábado pós-cancelamento-do-fit: a parada Disney trouxe a Minas Gerais os principais representantes da cultura norte-americana.

A viagem do prefeito segue, e creio que todos os mineiros aguardam seu retorno, para que, devidamente trajado de bermuda e chinelos, Lacerda volte a freqüentar a praia de que tanto gosta.

(Notícia do NY Times – on line, gentilmente traduzida)

Anúncios

7 Respostas to “Lacerda quer Praia Latino-americana”

  1. Valeria Says:

    increivel!!!
    hipocrita e psicopata… minhas palavras para sintetizar
    um canalha.
    Sendo eu Argentina, na minha condiçao de Latinoamericana,
    mando ao Sr Lacerda e seu discurso mediocre a tomar um banho
    nas aguas contaminadas da Laoga da Pampulha!!!

    sem palavras! Cara de Pao!!

  2. Luther Blissett Says:

    Sim, o Lacerda é um canalha. Mas o texto “traduzido” do NYTimes é só uma sátira das loucuras desse prefeito… ele não chegou a esse ponto de esquizofrenia, pelo menos por enquanto.

  3. Luther Blissett Says:

    A “notícia”, se ela existisse, não seria do NY Times, mas, sim, do Estado (lastimável) de Minas, esse órgão de comunicação do governo. E ela – a tal notícia – só reafirma o que já sabemos: que Márcio Lacerda é um entusiasta da Praia da Estação. De que outra forma poderíamos entender sua insistência em medidas tão impopulares e abertamente confrantantes à população belorizontina? Só mesmo se houvesse uma intenção mais profunda – essa, sim, democrática – como objetivo. É isso aí, Lacerda, o povo na rua!!! Esperamos por você. Até a volta, te aguardamos na praça. “Vem, vem pra praça vem…”

  4. Valeria Says:

    nossa cai na cilada!!!! mas pelo menos desabafei!

    Acontece que o governo dele é tao ridiculo, que até essa satira poderia ser certa mesmo!!

    fico sem graça de ter caido na pegadinha…

    mesmo assim continuo indignada, frente as “palhaçadas” do Sr L.

    Resistencia!
    O POVO NA RUA, LACERDA É CULPA SUA!

  5. Lud Says:

    Só acho q ñ demora muito pra ele usar a praia como ideia dele, pq a praia deu certo, é um protesto mas tbm é uma forma de diversão da população…
    por tanto eu acho q falta pouco para o Senhor Larceda concordar em fazer eventos e tentar ganhar dinheirinho com a praia…

    Já pensaram nisso? Praia com patrocinadores…trazendo turismo…aff!!!
    Ñ deixem isso acontecer…ñ deixem a praia virar um mercado.
    A Praça e do povo, a Praia é do Povo e ñ do governo!

  6. Fidel Says:

    hahahahahahaha….
    que demais!!!!
    Parabéns!

  7. Dereco Says:

    maravilha esse texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: